Pular para o conteúdo principal

Gripe de Gato?

Meu gatinho Fred está gripado, acho que o caso dele é crônico. Ele foi abandonado quando pequeno e o encontrei muito doente. Tratei todos os problemas que ele apresentou, inclusive pneumonia e agora ele está bem, entretanto, a gripe vai e volta. 
Encontrei este artigo em um blog da web (o endereço está logo abaixo) e resolvi colocar aqui no meu blog, casos vocês queiram conhecer os sintomas básicos e o tratamento. 
Atualmente o Fred está sendo medicado, ele melhorou bastante, mas quando o clima muda; o que acontece muito por aqui; ele sempre tem uma recaída.

Gato Gripado?


Fred


O tempo chuvoso ou o inverno na região norte tem tudo a ver com gripes e doenças respiratórias. O ar mais úmido ou muito seco, o vento frio e a aglomeração dos gatos que procuram se aquecer dormindo juntos, favorecem a disseminação dos vírus da gripe. Popularmente conhecida como “gripe dos gatos” o Complexo Respiratório Felino é uma doença causada pela associação de vários microorganismos. Os principais são dois vírus chamados Herpesvirus felino e Calicivirus felino.
É uma doença extremamente contagiosa e muito comum em gatos e locais com grande densidade populacional como exposições de animais ou o Pet Shop. A transmissão ocorre pelo contato direto com o gato infectado e secreções contaminadas. As gotículas formadas quando um gato espirra pode infectar outro com até dois metros de distância. Para nossa tranquilidade não acomete humanos.
Um dos grandes problemas que encontramos para controlar a transmissão é que os dois vírus podem ser eliminados por animais assintomáticos. Estes animais podem voltar a ter sintomas se apresentarem queda de imunidade como outras doenças ou mesmo estresse. Por isso alguns animais apresentam a doença de forma crônica – a doença vai e volta em diferentes fases da vida.
O gato infectado pode ter espirros, febre, conjuntivite, corrimento nasal e ocular, úlceras na boca e nos olhos. Os animais, principalmente os filhotes, podem parar de comer levando à desidratação e, em casos graves, até à morte.
As vacinas não protegem os gatos completamente, apenas reduzem os sinais clínicos, mas não a possibilidade de transmissão. O cuidado de não deixar o gato em locais com trânsito grande de felinos diferentes, não permitir o acesso e o contato com animais de rua, além da vacinação, aumenta a chance do seu animal não contrair a doença.

A gripe de gatos é muito mais comum em filhotes, sendo que os gatos de rua ou abandonados podem ter a doença de forma endêmica. É muito comum adotarmos os gatinhos já com corrimento nos olhos e espirros frequentes com secreção purulenta.
Inalação, antibióticos, colírios, alimentação adequada, e muito cuidado são indicados nos casos de gripe felina. A consulta ao veterinário é imprescindível para isso, não se esquecendo que os gatos são muito sensíveis a determinados medicamentos.




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Linfoma Felino

Encontrei este artigo na web, o endereço está logo abaixo. Achei bastante esclarecedor, só fiz pequenas alterações. Infelizmente na nossa região (norte) o tratamento de quimioterapia em animais é bem escasso. Mas, espero que possa ajudar você.
Você sabe o que é o linfoma felino? Linfoma é câncer? Quais são os sintomas de linfoma em gatos? Quais são os tratamentos de câncer do gato?
O que é linfoma de gato?
O linfoma felino é um tipo de câncer de gato que pode afetar a saúde dos gatos. Quando há presença de linfoma felino, tumores malignos se formam nos tecidos linfóides e nos linfônodos dos gatos, ou seja, no ataca o sistema linfático. O principal problema relacionado a essa doença é que o tecido linfóide pode ser encontrado em várias partes do corpo e, portanto, pode afetar vários órgãos no corpo de um gato.
Quais raças estão mais expostas a linfoma?
Não existe uma raça de gato que está mais sujeita e desenvolver linfoma. De forma geral, gatos infectados com o vírus de leucemia e gato…

Campanha contra o veneno de rato

Um crime cotidiano apavora todos os que gostam de animais: o extermínio de cães e gatos por envenenamento. O delito é praticado principalmente com o uso de "chumbinho", uma substância de venda teoricamente controlada, mas facilmente adquirida em lojas agropecuárias em todo o país e em algumas cidades encontrada até mesmo em feiras livres e camelôs.O "chumbinho" (carbamato aldicarb) é um agrotóxico proibido em diversos países, mas seu uso é permitido no Brasil, onde é também o responsável pelo maior número de mortes por intoxicação entre humanos. Esta ocorre de forma acidental, atingindo grande número de crianças, bem como intencionalmente, em 80% das tentativas de suicídio e na maioria dos casos de homicídio por envenamento.
Muitas das intoxicações ocorrem pela ingestão de alimentos contaminados. Um único grama do veneno pode matar uma pessoa de até 60 quilos. Se inalado, o produto percorre a corrente sangüínea e também pode levar rapidamente à morte.Toxicologistas …

Um manifesto contra o veneno de rato que também mata gatos...

MANIFESTO
No dia 15/08/2009, um sábado, o meu gatinho Bobi foi envenenado, ele morreu sem qualquer socorro durante a noite porque alguém colocou veneno de rato. Ele tinha apenas três anos e era o gato mais carinhoso e fofinho lá de casa. Estou lhes escrevendo isso para tentar conscientizar as pessoas dos perigos de usar este tipo de veneno. As crianças correm riscos e também os adultos.          Ao matar os gatos acabamos com os predadores naturais de ratos. Podemos perceber isso no fato de que em uma casa que tem gatos os ratos desaparecem. E se aumentar a população de ratos em nosso município os riscos de doenças são muito maiores. Os gatos não transmitem doenças como os ratos, até mesmo a Toxoplasmose (erroneamente chamada de doença do gato) é transmitida por ratos. O gato é apenas hospedeiro e as chances de contaminação através dele são muito raras. Nas agropecuárias existem venenos que matam apenas ratos e também é eficaz. Quero dizer que estamos sofrendo muito com a…